Doenças do século: Depressão

September 6, 2019

      A depressão é uma tristeza que persiste por muito tempo e que acaba inibindo todas as vontades, levando a pessoa à um desequilíbrio, de excesso ou ausência de comida, de sono, etc. É diferente da tristeza, que é uma emoção importante e faz parte da nossa existência, como, por exemplo, nos momentos de luto. No entanto, não é apenas tristeza. É um acúmulo de medo, raiva e tristeza. A pessoa já sentiu muito medo, muita raiva e muita tristeza, sem conseguir colocar para fora e sem entender a raiz dessas emoções. Sem olhar para a sua vida, a pessoa evita entrar em contato com aquilo que a atinge e é essa fuga das próprias emoções que gera a depressão.

 

      E muitas vezes, na tentativa de NÃO lidar com seus sentimentos e não mudar aquela visão ainda infantil de determinadas situações, que se procura os vícios de diferentes naturezas, como uma forma de preencher um vazio que sente, pelas drogas, compras, jogos, o que for.

 

      Outro erro muito comum: buscar apenas pelo auxílio espiritual. Tentar melhorar sua vida com ajuda da filosofia e da religião, que são ferramentas apenas de auxílio, para te dar força espiritual e uma nova visão de mundo, mas não tem o que é preciso para realizar o tratamento, e nós estamos falando de um problema de saúde que precisa ser tratado como tal, com as ferramentas da psicologia e da medicina.

 

 

O que posso fazer para ajudar alguém que está enfrentando uma depressão?


      É bem simples: basta estar ao lado dela, de verdade. Dando amor, dizendo que ela pode confiar em você, dedique um tempo só para ficar com ela integralmente. Pergunte sobre o que ela está sentindo, sobre a história de vida dela. Uma vez que nem ela entende o que está sentindo, você irá ajudar com uma conversa. O que ajuda é dar o amor. Além claro, de levá-la até um tratamento, caso ela ainda não tenha começado.

 

Como posso enfrentar o perigo do suicídio quando a pessoa não verbaliza?

 

      Não necessariamente a pessoa que deseja irá te dizer. Mas se você percebe que aquela pessoa está com problemas emocionais, que aparenta estar depressiva (dorme/come demais ou de menos, anda muito irritada, chora demais por qualquer coisa), ou sabe que ela já tentou suicídio alguma vez no passado, não espere por um sinal, vai lá e dê o seu apoio, ajude-a à ir até um profissional.

 

Gostaria de saber quais pequenas atitudes eu posso tomar para não me deixar dominar pela depressão?

 

      O cuidado pessoal não tem fim. Você aprende à melhorar, e não pode abrir mão do que aprendeu nunca, assim você irá cultivar a sua felicidade. Não estou dizendo que precisa ir na terapia semanalmente, isso dependerá de cada caso, o que quero dizer é que, muitas coisas boas você pode ler por aqui nesse blog e aplicar na sua vida e com isso melhorar o seu estado emocional, além disso você pode fazer uma terapia intensiva e se sentir bem com a conclusão desta, mas daqui à uns quatro ou seis meses, já é tempo de cuidar de um outro aspecto em você. Então, não espere solucionar um problema e seguir feliz para sempre depois disso. Quando falamos em saúde e em felicidade, estamos falando em prevenção. Por isso é importante cuidar da mente e da alma, de tempos em tempos, se dedicar à si, pois essa é sua vida! E não somente quando os problemas explodirem. Valorize o que você tem de mais importante: sua saúde e suas emoções. Essa é a base de tudo, se você está mal emocionalmente, tudo perde a graça e o sentido.

 

      Algumas pessoas estão em uma situação como esta e até entendem porque estão assim tristes, mas tem medo de mudar e tem medo do novo. O que eu tenho a te dizer, se este for o seu caso? Experimenta! Onde você está, você não quer estar mais, então qualquer coisa que te leve à uma nova possibilidade, já é uma possibilidade de ser feliz. Você irá sair da depressão aos poucos, mas se abra para a renovação, que te fará tão bem!

 

A aromaterapia é uma alternativa segura para auxiliar no tratamento da depressão

 

Não desista das mudanças!

 

      Quando criamos uma expectativa, como ser saudável e equilibrada emocionalmente, por exemplo, não devemos achar que isso virá da noite pro dia. Alcançaremos sim aquilo que desejamos, com a terapia e demais experiências que nos ajudam, porém algumas pessoas olham para aquilo que querem conquistar e acham que é muito grande. Um exemplo bobo: você não começa na musculação levantando cem quilos de uma vez, você levanta um peso maior conforme pratica aquilo, até chegar o dia que levantará os cem quilos. Entenda que serão seus pequenos movimentos que levarão à sua melhora e dedique-se às pequenas mudanças, um dia de cada vez.

 

Fonte: Sociedade Brasileira de Inteligência Emocional

Share on Facebook
Share on Twitter