Há “pessoas mágicas” nos cercando em todos os lugares

April 2, 2019

       Há “pessoas mágicas” nos cercando em todos os lugares. São aqueles com quem você conhece felicidade, aqueles que te ajudam a voar, a brilhar e a diminuir o peso nas suas costas. Eles, pessoas com quem você compartilha cumplicidade, permanência.

 

       Às vezes não é necessário dizer “estou do seu lado” porque há muitas palavras. Às vezes você se encaixa com uma pessoa e como se do nada você é guiado pela melodia de “me ame bem”. É um elo saudável, claro em conteúdo, aberto a experiências. A amizade é um daqueles olhares sinceros que aliviam as tristezas e nos ajudam a nos livrar dos obstáculos que nos são apresentados.

 

       “Existem pessoas mágicas. Eu prometo, eu os vi. Eles estão escondidos em todos os cantos do planeta. Disfarçados como gente normal. Escondendo seu jeito especial de ser. Eles tentam se comportar como os outros. É por isso que, às vezes, é tão difícil encontrá-los. Mas quando você os descobre, não há como voltar atrás. Você não pode se livrar de sua memória. Não conte a ninguém, mas eles dizem que sua magia é tão forte que, se você tocá-los uma vez, eles fazem isso para sempre.” – Autor desconhecido –

 

 

Amigos verdadeiros são contados nos dedos de uma mão

 

       Amigos verdadeiros são contados nos dedos de uma mão. Esta é uma grande verdade que provavelmente ninguém pode negar. Isso é natural, porque não podemos acertar expectativas, sentimentos, emoções, pensamentos e hobbies com cada pessoa que passa pela nossa vida.

 

       Há pessoas com as quais nos conectamos de uma maneira especial e experiências nos conectam, usando isso para sustentar um dos planos mais importantes da nossa vida: o social. Como Aristóteles disse, somos animais sociais e, portanto, precisamos que essas uniões se sintam completas.

 

       As “pessoas mágicas” são aquelas que têm grandes qualidades sociais e emocionais, que nos dão seu apoio, nos resgatam e nos guiam.

 

Inteligência social e seus dois principais ingredientes

 

       Inteligência social é definida como a capacidade de as pessoas se relacionarem. De acordo com Daniel Goleman, isso tem dois ingredientes principais para obter um bom sabor do prato principal:

 

       A consciência social: é a capacidade de ser sensível ao estado interno de outra pessoa, de perceber sinais emocionais não verbais e de compreender seus sentimentos, pensamentos e intenções. É, portanto, de:

 

. Sintonizar e realmente escutar a outra pessoa.
. Permitir que o outro diga o que ele quer dizer.
. Dar a possibilidade de que a conversa siga um curso igual para todos.
. Para isso, um conhecimento verdadeiro de como funcionamos no nível social é essencial, porque sem isso não seremos capazes de decodificar os sinais sociais que são revelados.

 

       Aptidão social: é a capacidade que nos permite estabelecer bons relacionamentos e se relacionar com as necessidades dos outros. Em outras palavras, além de ser socialmente consciente, temos que saber como construir trocas fluidas e eficientes. Para isso você precisa:

 

. Aprenda a se apresentar
. Se preocupar com as necessidades dos outros e agir de acordo.

 

 

       Em suma, a inteligência social não está apenas levando tempo para ouvir, mas sintonizando-se profundamente com os sentimentos dos outros e dando origem a um contato mais íntimo que sustenta. As “pessoas mágicas” são socialmente e emocionalmente inteligentes, o que lhes dá esse status, um dom de expressividade que atrai os outros.

 

       Nesse sentido, como temos dito, existem relações que são forjadas e potencializam a possibilidade de compartilhar o que nos move. Essas uniões nos engodam à vida, nos encorajam a ser melhores e a descobrir as áreas escuras que obscurecem nossa alma.

 

       Na verdade, embora possa parecer distante, a inteligência social e emocional é algo que está ao nosso alcance. Portanto, não descarte o cruzamento com “pessoas mágicas” hoje e, acima de tudo, não descarte a possibilidade de liberar magia para alguém.

 

Traduzido e adaptado do site La Mente es Maravillosa

Share on Facebook
Share on Twitter