Separados no Berço

August 9, 2018

 

       Os xamãs foram chamados de primitivos, pelos homens brancos colonizadores. O mundo evoluiu, humanizou, e hoje observamos descobertas científicas trazendo de volta costumes e estudos xamãs.

 

      A cultura predominante gosta de afirmar o quanto o homem é diferentes dos demais animais, Talvez seja apenas para alimentar o egoísmo, que os homens dominam melhor que os demais. O curioso é que a National Geographic divulgou um estudo biológico que mostra que o DNA humano não tem nada de exclusivo: plantas e anfíbios, mamíferos e até vermes possuem muitos genes iguais aos do Homo sapiens. Esse compartilhamento é um forte indicador de uma origem comum. Veja o quanto nossos genes são similares:

 

90% Chimpanzé (Pan troglodytes)

 

88% Rato (Mus musculus)

 

85% Vaca (Bos taurus)

 

84% Cachorro (Canis familiaris)

 

84% Cavalo (Equus caballus)

 

73% Peixe paulistinha (Danio rerio)

 

69% Ornitorrinco (Ornithorhynchus anatinus)

 

65% Galinha (Gallous gallus)

 

50% Banana (Musa acuminata)

 

47% Mosca (Drosophila melanogaster)

 

44% Abelha (Apis mellifera)

 

38% Lombriga (Caenorhabditis elegans)

 

24% Uva (Vitis vinifera)

 

      Os determinantes genéticos também passaram a ser enfatizados por psicólogos da personalidade que enfatizam nossa herança evolutiva (Buss, 1991; 1995; 1999; 2000; Buss e Kendrick, 1998). Segundo esses psicólogos, muitos padrões de comportamento datam de nossa herança evolutiva e relacionam-se com genes compartilhados com membros de outras espécies. Os genes nos tornam parecidos, apesar de nossas diferenças como indivíduos.

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Posts Em Destaque

Verdades Chocantes Sobre Desodorantes

May 7, 2019

1/6
Please reload

Posts Recentes

January 6, 2020

September 30, 2019

September 20, 2019

Please reload

Arquivo
Please reload

Procurar por tags